Cosméticos manipulados podem facilitar a vida

O ritual diário de cuidados com a saúde e a beleza da pele geralmente inclui vários tipos de cremes e ativos. Ciente disso, a indústria não perde tempo e não economiza nas opções. Para quem quer fugir do tradicional e ter um cosmético personalizado, as fórmulas manipuladas têm o diferencial de atender a necessidade de cada pessoa. Os cremes também podem ser associados a substâncias que seriam encontradas em vários produtos industrializados, o que facilita a vida das pacientes. Segundo o médico Dermatologista Gustavo Braz Tha, os cremes manipulados podem ser personalizados para o tipo ou a condição em que a pele se apresenta. “Podemos prescrever produtos com indicações que variam desde cremes anti-envelhecimento até cremes com ação anti-inflamatória, antieritematosa e calmante.”

Além de permitir que o dermatologista especifique exatamente o ativo que o cosmético deve ter, os manipulados são economicamente mais viáveis, o que não necessariamente reduz a excelência no tratamento. “O resultado de um creme manipulado pode favorecer o tipo de pele, cor, grau de oleosidade, histórico de alergias, presença de vasos dilatados e doenças prévias no local tratado. Os médicos têm mais opções de ativos e os pacientes produtos potencialmente mais eficientes”, diz o médico.

Na farmácia de manipulação de Curitiba Pura Essência, por exemplo, 60% do que é manipulado é creme, cosmético. Segundo o farmacêutico Wagner Massami Noda, a flexibilidade da manipulação permite o lançamento de novidades, inclusive em cosméticos. “Pela flexibilidade que possuímos também temos condições de lançar produtos novos em uma velocidade grande”, explica Wagner.

As farmácias de manipulação são os únicos locais autorizados pela lei para preparar e vender medicamento manipulado e a escolha é condição imprescindível para uma manipulação confiável. Por ser personalizado, o medicamento manipulado só deve ser vendido com receita. Para a presidente da Associação Nacional dos Farmacêuticos Magistrais do Paraná, Cleunice Fidalski, é importante que o paciente fique atento na hora de escolher uma farmácia. “O segredo do sucesso dos medicamentos e cremes manipulados é a qualificação das farmácias que possuem controle em processo rigoroso, além de qualificação de fornecedores de matérias-primas.” As farmácias cumprem uma série de exigências importantes para a qualidade de um creme ou medicamentos manipulados como licença sanitária, alvará de funcionamento, certificado de regularidade, diplomas e alguns programas de qualidade.

A prescrição magistral permite ao médico a utilização de formulações que não são produzidas industrialmente por diversos motivos como: poucas prescrições, formas farmacêuticas menos usuais, prazo de validade curto, em casos de doenças que necessitam de um ajuste de dosagem e faixa etária do paciente e seu estado de saúde.

Nos dias de hoje o preparo de medicamentos em farmácia está regulamentado pela ANVISA e cresce não só no Brasil, mas no mundo todo para responder a crescente necessidade da personalização das terapias.

Já os medicamentos industrializados são produzidos em grandes lotes para venda a terceiros distantes e tem longo tempo de distribuição e prateleira, resolvendo os problemas de grandes populações, mas sem a possibilidade da interação imediata prescritor, farmacêutico e usuário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *